BRASPEN NEWS -A importância da nutrição na prevenção e tratamento da baixa massa muscular

Atualizado: Nov 17






A baixa massa muscular e o papel da nutrição


O musculo é um órgão fundamental relacionado ao funcionamento de vários órgãos e essencial para locomoção, postura, metabolismo de proteína, glicose e produção de miosinas (1). Além das complicações óbvias, como a disfunção física e pior qualidade de vida, a baixa quantidade de massa magra está diretamente relacionada a complicações pós-cirúrgicas, maior tempo de hospitalização e de reabilitação hospitalar e também ao menor tempo de sobrevida (2, 3,4).


A baixa massa muscular não está presente somente em indivíduos desnutridos ou com baixo peso. Muitos pacientes com peso normal ou com sobrepeso ou obesidade também podem apresentar baixa massa muscular. Consequentemente, avaliações superficiais e subjetivas podem negligenciar o risco e estado nutricional de pacientes. A avaliação da composição corporal se torna essencial no cuidado a saúde (5), pacientes hospitalizados, especialmente aqueles acamados perdem uma quantidade substancial de massa muscular de forma acelerada, especialmente idosos (6).


Muitos se mantêm céticos a respeito do efeito da intervenção nutricional na prevenção e restauração da perda da massa muscular no contexto de doenças catabólicas. Porém, estudos rigorosamente conduzidos mostram que a baixa massa muscular é reversível até mesmo em idosos com descondicionamento físico, inflamação e comorbidades paralelas (7,8).


A quantidade e a qualidade de nutrientes devem ser ideais para que o anabolismo ocorra. Além da dieta hiperproteica de boa qualidade, vários outros nutrientes estão sendo investigados com o intuito de otimizar o estado nutricional durante o tratamento do câncer, entre eles: amino ácidos essenciais, creatina, ácidos graxos ômega-3, beta-hidroxi-beta-metilbutirato (HBM) e a vitamina D (9). O sucesso da intervenção nutricional é obviamente maior quando combinada a outras intervenções, como a atividade física e o tratamento anti-inflamatório em conjunto com boas práticas médicas no manejo de condições crônicas do paciente. Contudo, manter e/ou restaurar o estado nutricional durante o câncer é essencial para o sucesso do tratamento com consequências prognósticas extremamente positivas.



Assista agora um vídeo que explica a importância da nutrição para prevenir e tratar a baixa massa muscular





Referências:


1. Pant M, Bal NC, Periasamy M. Sarcolipin: A Key Thermogenic and Metabolic Regulator in Skeletal Muscle. Trends Endocrinol Metab. 2016 Dec;27(12):881-892.


2. Prado CM, Purcell SA, Alish C, et al. Implications of low muscle mass across the continuum of care: a narrative review. Ann Med. 2018 Dec;50(8):675-693.


3. Toledo DO, Carvalho AM, Oliveira AMRR, et al. The use of computed tomography images as a prognostic marker in critically ill cancer patients. Clin Nutr ESPEN. 2018 Jun;25:114-120.


4. Parry SM, Puthucheary ZA. The impact of extended bed rest on the musculoskeletal system in the critical care environment. Extrem Physiol Med. 2015 Oct 9;4:16.


5. Engelen MP, van der Meij BS, Deutz NE. Protein anabolic resistance in cancer: does it really exist? Curr Opin Clin Nutr Metab Care. 2016 Jan;19(1):39-47.


6. Deutz NE,


Safar A, Schutzler S, et al. Muscle protein synthesis in cancer patients can be stimulated with a specially formulated medical food. Clin Nutr. 2011 Dec;30(6):759-68.


7. Prado CM, Purcell SA, Laviano A. Nutrition interventions to treat low muscle mass in cancer. J Cachexia Sarcopenia Muscle. 2020 Apr;11(2):366-380.


Outros artigos relacionados ao tema:


Weijs PJ, Sauerwein HP, Kondrup J. Protein recommendations in the ICU: g protein/kg body weight - which body weight for underweight and obese patients? Clin Nutr. 2012 Oct;31(5):774-5.


Prado et al. Sarcopenia and cachexia in the era of obesity: clinical and nutritional impact. Proc Nut Soc 2016 v.75p. 188-98.


Walowski CO, Braun W, Maisch MJ, et al. Reference Values for Skeletal Muscle Mass - Current Concepts and Methodological Considerations. Nutrients. 2020 Mar 12;12(3):755.


Prado CM, Siervo M, Mire E, et al. A population-based approach to define body-composition phenotypes. Am J Clin Nutr. 2014 Jun;99(6):1369-77.


Orsso CE, Tibaes JRB, Oliveira CLP, et al. Low muscle mass and strength in pediatrics patients: Why should we care? Clin Nutr. 2019 Oct;38(5):2002-2015.


Orsso CE, Silv


a MIB, Gonzalez MC, et al. Assessment of body composition in pediatric overweight and obesity: A systematic review of the reliability and validity of common techniques. Obes Rev. 2020 Aug;21(8):e13041.


Ooi PH, Thompson-Hodgetts S, Pritchard-Wiart L, et al. Pediatric Sarcopenia: A Paradigm in the Overall Definition of Malnutrition in Children? JPEN J Parenter Enteral Nutr. 2020 Mar;44(3):407-418.





275 visualizações

Nossos Parceiros

p01
Logo Branco Danone Nutricia_editado
p03
fresenius-kabi-sharing
kabi
logo_site_unidos
abbott2

Sobre a BRASPEN/SBNPE


A BRASPEN/SBNPE é uma sociedade interdisciplinar de médicos, nutricionistas, farmacêuticos, enfermeiros atuantes na área de terapia nutricional.

Rua Abilio Soares, 233, Conjunto 144
São Paulo / SP - CEP 04005-000.


E-mail: contato@braspen.org


(11) 3889-9909 - (11) 94748-3609

Inscreva-se na BRASPEN


Receba nossos informativos mensais:

Redes Sociais:

face.png
IG.png

© Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral - Desenvolvimento: WDCOM

  • Preto Ícone Facebook