BRASPEN News - Manejo Nutricional de pacientes com DII





A doença inflamatória intestinal (DII) apresenta aumento da prevalência em todo o mundo. Dentre as estratégias médicas, recomenda-se a terapia nutricional com nutrição enteral exclusiva (NEE) como opção de primeira linha, pelo menos para crianças e adolescentes, pois induz remissão clínica e cicatrização da mucosa intestinal1. De acordo com as diretrizes da ESPEN, a NEE é eficaz e é recomendada como primeira linha de tratamento para induzir remissão em crianças e adolescentes com Doença de Crohn (DC) ativa (2).


A DC e a Colite Ulcerativa (CU) são caracterizadas por uma inflamação intestinal crônica. A DC pode afetar todo o trato intestinal, da boca ao ânus, e as lesões são irregulares e transmurais. A complexidade da doença reside principalmente em suas causas genéticas e ambientais (1).


Existem dois grandes desafios principais para o tratamento dos pacientes com DII. O primeiro é a desnutrição, que é uma consequência comum entre os pacientes. O segundo se refere aos efeitos colaterais dos corticosteroides, que podem alterar ainda mais o crescimento de crianças com DC. Descobertas de que a dieta pode impactar a patogênese da DC para causar e exacerbar os sintomas inspirou estudos de intervenções nutricionais (3).


A utilização de dieta enteral e oral polimérica com TGF-b2, foi estabelecida para responder a esses desafios, sendo uma fórmula polimérica para nutrição enteral ou oral exclusiva especificamente dedicada a pacientes com DII1.


A eficácia da dieta enteral e oral polimérica com TGF-b2 para induzir a remissão foi demonstrada em muitos estudos, conforme a tabela abaixo:

A composição da dieta enteral e oral polimérica com TGF-b2 se mostrou adequada para completar as necessidades calóricas e a possível modificação da microbiota intestinal podendo induzir a remissão.


Em conclusão, a terapia nutricional com dieta enteral e oral polimérica com TGF-b2 é bem-sucedida por permitir a remissão e a cicatrização da mucosa, este pode ser explicado pelo conteúdo de TGF-β2, proteína e composição lipídica (1).


O mês de conscientização, prevenção e combate as DIIs é maio, considerado o “Maio Roxo”.


Referências:


1. Boumessid K, et al. How can a polymeric fórmula induce remission in Crohn disease patients? 2021.


2. Bischoff SC, et al. ESPEN practical guideline: Clinical Nutrition in inflammatory bowel disease. Clinical Nutrition. 2020; 39: 632-653.


3. Lionetti P, et al. Nutritional Management of Paediatric Crohn’s Disease. EMJ. 2020; DOI:10.33590/emj/040820





660 visualizações

Posts recentes

Ver tudo